Diário de Pensamentos

seth-frases

– Eu esperava um príncipe encantado e ele não apareceu… mas veio algo melhor: Um cara de verdade!

– Não daria pra transformar nossas memórias em um livro de romance, só dão pra encher mais uma caixa guardada perto dos sentimentos, que só você entende, mas eu já descobri a senha.

– Cresça, mude, viva, sonhe e claro vai ser feliz que o amor vem de brinde!

– Quando você quer algo de verdade e nada muda isso, tudo vai ficar bem.

– As coisas mudaram e não é como eu esperava que fosse…

– Eu me apaixonei pelo seu sorriso e pelo o que você me faz sentir quando sorri.

– Aqui não é um conto de fadas, é melhor. É uma vida de verdade!

– O amor da sua vida, não é aquele que chega e te faz suspirar, mas, sim aquele que fica e te faz apenas sorrir, mas, sorrir o tempo todo.

Anúncios

O vizinho de prédio

Ele era aquele amigo babaca que todo mundo tem, que só fala bobeira e ri de tudo, não foi nada romântico, ele se mudou pra um apartamento no meu prédio e naqueles encontros no elevador e na portaria, acabou que a gente se aproximou, nunca nada passou pela minha cabeça e talvez nem pela dele, a gente ia rindo que nem retardados, ele era pra quem eu fazia caretas e podia ser tão lesada como eu sou, sem me preocupar com nada, eu não ligava em ter acabado de acordar e estar com aquela cara amassada ou estar sem maquiagem, eu podia dar risada do meu jeito estúpido e ele tirava todo aquele charme que ele tinha com as garotas, a gente não ligava e ria de tudo, e tudo era sobre isso, rir. As coisas complicaram e ele ficou do meu lado, a gente se aproximou e as coisas mudaram, eu comecei a ligar pra minha aparência perto dele e ele começou a me abraçar mais, e entre risadas e olhares coisas aconteceram e as coisas mudaram até que a gente nunca foi de grudar, mas eu virei uma daquelas garotas e ele do nada começou a ter um charme especial.

Hoje eu me sinto mais feliz do que nunca. Me sinto bonita, feliz, produtiva, bem amada, em um lugar seguro e, ao mesmo tempo, cheio de novidades. Sinto que tenho um mundo inteiro pra explorar, junto de um amigo que me faz sentir viva e especial. Que deixa tudo mais gostoso. E que transforma os dias ruins em dias felizes. E que depois que ele chegou, os dias ruins foram desaparecendo cada vez mais. E eu queria dizer pra você que tá lendo esse texto, que existe sim uma pessoa que vai te fazer mais feliz. Digo que é “mais feliz” porque, pra essa pessoa aparecer, você já tem que ser feliz. E se você acha que alguma pessoa nesse mundo pode te transformar de pessoa triste pra pessoa feliz, pode tirar seu cavalinho da chuva. Só você pode escolher isso pra si mesmo. E aí, quando você for feliz, as coisas mais inesperadas vão acontecer. Eu esperava um príncipe encantado, mas ele não apareceu… mas veio algo melhor: Um cara de verdade!

O Primeiro de Muitos

Conversando hoje, durante a aula de geografia, notei – notamos – que toda garota passa pelo seu Tal quebra corações! O primeiro de muitos, claro, mas aquele que te marca, e quando falam em desilusão amorosa lá vem ele na cabeça! O meu foi o Lucas, ele era o garoto mais fofo e charmoso que eu já tinha visto – ou achava que era – e ele tinha aquele cabelo preto jogado meio que em um topete, olhos brilhantes e aquela coisa de posso te proteger! Mas aí eu estava toda apaixonada e ele não dava ibope, eu ia linda e maravilhosa e ele dava aquele sorrisinho sem graça, eu acho que cheguei a chorar por ele, sei lá. Até que as férias vieram e acabou que eu viajei pro mesmo lugar que ele ~~pirei~~ e aí eu achava que ia encontrar ele sempre na praia e nas saídas a noite! Acabou que eu vi ele uma vez ou duas durante quase que três semanas depois ele foi embora e eu fiquei um pouco depressiva, voltei e lá na escola comecei a ver um tal garoto diferente! Acabou que eu não gostava do Lucas em si, já que eu mal o conhecia, na verdade eu gostava do jeito que ele olhava pra mim, só que ele olhava daquele jeito pra todo mundo e quando eu finalmente notei que ele não me dava ibope… Parei (depois de meses) de pensar naquele jeito com o Lucas e uma semana depois esqueci o tal novo garoto! Não sei por que ele me partiu o coração mesmo ele não tendo feito nada! Acho que foi por ele ser o primeiro cara que eu realmente gostei ou o primeiro que eu realmente senti! Mas não sei… as vezes só pelo momento as coisas mudam, só por um olhar as coisas aparecem ou só por um ato gentil, a verdade aparece! Mas tudo foi o que foi, eu chorei por ele e ele nem sequer sonha que eu possa ter feito isso! Eu mal conhecia o Lucas e imaginei coisas que nunca poderiam acontecer, o Lucas não é nada do que pensei, ele é sem graça e metido e só eu que não via isso.

O Garoto do 709

Eu te conheci no colegial, no ensino médio, segundo ano. Você lá sentado num banco qualquer na praça que ficava ao lado da a portaria do meu prédio. Eu voltando da aula e você bebendo uma lata de coca, passei, até que você se levantou e jogou a lata no chão, com o barulho me virei e voltei, peguei a lata do chão e coloquei na lixeira que ficava ao lado do banco, continuei andando e você veio atrás de mim, gritou um ”ei” qualquer, mas não dei atenção, na verdade nem notei que você tinha me chamado. Parei na portaria e procurei a chave na bolsa, você parou e encostou na parede, olhando pra mim, eu peguei e destravei a grade vermelha, eu olhei pra você e você sorriu, perguntou se me conhecia, e qual era o meu nome, eu ignorei e entrei corredor a dentro, você veio logo atrás de mim, me seguiu até o elevador aonde eu virei e te xinguei, você sorriu, e disse:

– Vai responder agora?

-Tá! -Disse, quase gritando- Bianca!

– Júnior, prazer -Disse estendendo a mão, eu virei e ele continuou me seguindo.

Entrou no elevador comigo, e eu comecei a ficar com um pouco de medo de ele ser um psicomaníaco ou coisa do tipo, eu saí no quinto andar e ele continuou, eu dei um ”Obrigada” mental. Continuei meu percurso e entrei em casa, gritando ”Pai cheguei!” e fui pro quarto, troquei o uniforme por um vestido com estampa de cavalos. Dei uma leve penteada no cabelo e enfiei uma nota de cinco reais no bolso, corri pra não perder o elevador, entrei e bei um boa tarde pro cara do 607 e apertei o térreo, saindo do elevador, quem eu vejo (???) Sim, o tal do Júnior! Ele tava conversando com o síndico – Não suporto aquele cara – e logo se virou e sorriu quando eu passei, não entendi muito bem, talvez ele more lá ou sei lá, só sei que quando eu voltei pro prédio com o meu açaí e ele ainda estava lá só que sentado no sofá da portaria, eu me sentei no sofá ao lado e logo olhei pra ele, ele levantou uma das sobrancelhas e logo sorriu, e puxou assunto, esclarecendo logo que não era um louco nem nada, muito menos estava me seguindo, ele ainda disse que era morador do 709 só que o pai dele morava lá e ele foi morar com o pai a pouco tempo, já que acabara de entrar na faculdade, e eu ainda no segundo grau, mas ainda sim foi estranho e um pouco engraçado, ele adora contar isso naquele ”como vocês se conheceram?” que sempre acontece nas festas que os amigos deles nos chamam, agora, eu já to quase acabando o meu curso de estética e ele já trabalha, to quase convencendo os meus pais a me deixar morar com ele naquele apartamento no sul de São Paulo e acho que eles estão quase deixando, bom, a gente vai bem e até que foi legal o jeito que a gente se conheceu! Boa história pra contar no futuro… !

Amanda Luz

😀 BISOUS!

Playlist da Semana

Playlist da Semana

Ebaaaaa, mais uma playlist delícia pra vocês renovarem as músicas do Ipod! Hahaha. Dessa vez peguei do vimeo, por mim tudo bem, acho o layout do Vimeo muuuuuito mais bonito, uma pena que não encontro todas as músicas por lá 😦 Eu peguei as minhas músicas preferidas! Elas são menos eletrônicas e um pouco antiguinhas, mas espero que gostem! Chega de falar e bora escutar:

Save Me – Remy Zero: Adoro essa música, além de me lembrar muito o Smallville, gosto da letra e também da batida, além da voz do cantor ser muito boa!

Everything – Lifehouse: A letra é muuito dramática além da música em si ser muito boa, tem um ar de melancolia junto com desespero! Sei lá, acho que é a música de romance, única aliás, que eu acho muuito linda!

Wave Goodbye – Daniel Pain: Achei que o Daniel fez um cover ótimo, a música é linda (falei isso em todas né?) é aquele tipo de música que você viaja com o fone, ouço sempre quando viajo.

Superman – Five for Fighting: Amoo os covers do Boyce Avenue, amo muito a voz do vocalista e sempre ouço os covers dele! Na verdade acho que ouço mais os covers deles do que do próprio cantor da música!

Whishtle – Flo Rida: Além de ser o meu toque no celular, adoro o começo dessa música, aqueles assovios e tal! Na verdade gosto de muitas músicas do Flo Rida!

Somebody that I used to know – Gotye: Acho que todo mundo já ouviu essa música né? Gosto da letra ser meio que dividida do jeito da Kimbra e do Wouter de Backer de dividirem da ”visão” de cada um!

Espero que tenham gostado! BISOUS!

Amanda Luz

PS: Quer ser um colaborador do blog? (clique aqui)

Diário de Pensamentos

– O que nos torna diferentes um do outro é a maneira com que lidamos com os fatos do cotidiano.

– A paixão nasce nos detalhes. Nos pequenos defeitos.

– Quando os mudamos, entramos no que chamo de labirinto da perfeição.

– O quão ridículo é continuar pensando que nada nunca vai mudar.

– Quanto mais você tenta sair, mais perdido você fica.

– As mudanças acontecem! O ruim é que nem sempre é pra melhor!

– Os meus pensamentos mais profundos me dão pesadelos!

PS: Tem algum pensamento que cabe aqui? Algum que alguém por acaso se identifique? Conta pra gente!

A Sete Chaves

O mais ridículo de tudo é que você ainda achava que era segredo, aquela mudança de pensamento e atitude que vinha em você de uma hora pra outra, diziam que era do nada, sem explicação mas não. Era só você não conseguindo lidar com a situação do momento, podia nem haver com o momento, mas uma palavra uma expressão, aquela expressão que te fazia lembrar ou pensar em algo do passado próximo, alguma coisa que você queria trancar e perder a chave, naqueles últimos dias ainda mais. Não era mais um surto louco e sem nexo, nem uma crise anti-social, era só você e as suas emoções acumuladas, os pensamentos perdidos, que você achava que guardava para si mesmo, naquele momento, você se afastava e saia, mudava a expressão e lá vinham os falatórios sobre o seu jeito bipolar, só que ninguém se importava, mas alguma coisa quando você engolia em seco e bufava, alguma coisa que fez eu me achar dentro dos seus pensamentos, dentro das suas forças, dentro do seu olhar, era instantâneo, as vezes acontecia do nada, até que eu descobri o tal segredo que você guardava a sete chaves que só eu que conseguira decifrar o código pra entender você.

Eu jogada no seu sofá, procurando algo bom na sua TV, e você olhando pela janela a fora, pensando ou não, era esses um dos momentos que se conseguia ver uma história através dos seus olhos, você respirava pela boca, sentia o frio de uma manhã num apartamento da capital de São Paulo, eu tentava decifrar seus pensamentos, mas as vezes não era nada, mesmo não sabendo direito do que se tratava os tais pensamentos, fui em sua direção e lhe dei um beijo, pelo rosto chegando ao pescoço, sussurrando ao pé do ouvido um ”tenho que ir” devagar, esperando ainda você se virar, ms não, você não mudou de posição, como se eu não conhecesse seu jeito, eu, saindo já com a chave do carro na mão, que estava sobre a mesinha ao lado da porta do apartamento, toquei a maçaneta e você se virou, apenas sorrindo, mas me deixou sabendo que você estava bem. As vezes até parece que a gente perde todo aquele charme melancólico. Não daria pra transformar nossas memórias em um livro de romance, só dão pra encher mais uma caixa guardada perto dos sentimentos, que só você entende, mas eu já descobri a senha.