Resenha: Jogos Vorazes, o livro

Oii gente!

Faz mó tempão que não posto, né? Bom… o que posso dizer: Tenho focado mais nos textos, mas voltei pra vocês! É muito difícil ter que juntar as horas dos dias, com tanta coisa acontecendo – envolve doença, não me culpem – Mas vamos lá…

O post de hoje é sobre um livro maravilhoso ~~Tcharan~~ Jogos Vorazes! Livros são a melhor coisa pra se fazer quando o calor envolve o seu ser e a preguiça de enfrentar o sol acaba ganhando!

Com todo esse amor pela trilogia que chegou aos cinemas todo mundo quer um pouquinho dos famosos jogos e da corajosa Katniss Everdeen…

Jogos vorazes é um torneio organizado pela capital, onde dois tributos (pessoas até 18 anos/ um homem e uma mulher) são sorteados por distrito como uma “oferenda” da capital para relembrá-los de como ela foi gentil em deixá-los viver. Esses 24 tributos são jogados em um campo onde só um sobrevive.
Katniss é uma garota do distrito 12 que vive com sua mãe e sua irmã mais nova, Prim. Perdeu seu pai nas minas, portanto ela que leva comida para casa todos os dias. Para isso, ela caça na floresta proibida com Gale, seu melhor amigo desde a morte de seu pai.
Prim acaba sendo sorteada para os Jogos Vorazes, mas Katniss toma seu lugar, tendo então, como segundo tributo do distrito 12, Peeta. Peeta salvou sua vida no passado, uma coisa que a faz ter muito remorso em ter que matá-lo, mas é viver ou morrer.
Os Jogos começam e os patrocinadores estão a procura de um favorito. Kat e Peeta arrumam um jeito de ganhar patrocinadores: firmando um romance. O tordo, pássaro que está na capa do livro, é um broche que Katniss ganhou de uma  amiga de infância sua (diferente do filme), e que acaba tendo outro significado pela trilogia.
Mas como você provavelmente já sabe de tudo isso,
O que eu achei é que os detalhes mudam tudo, o livro e o filme são realmente parecidos, mais do que qualquer adaptação pra filme que eu já tenha visto, as mudanças são realmente pequenas.
Outra coisa que eu realmente gostei, foi a forma com que descrevem a Katniss no livro – claro que o livro é sempre mais perfeito – ela é forte mas está realmente abalada com a situação, no que o filme retrata com frieza, mas mesmo assim… Amo ambos!
Espero que tenham gostado, digam-me o que querem aqui no blog, e pretendo voltar de vez! Bisous…
PS: Meus novos textos ficam no Borboleta Interior!

Resenha: Tormenta, de Lauren Kate

Depois da resenha de Fallen, li (a algum tempo) o tormenta! Amei o livro! Sempre que leio os livros da Lauren Kate vem uma coisa ótima no tipo de escrita dela! É com paixão, com sentimento! Lendo da pra se imaginar lá, acho que esse é menos mimimi de garota apaixonada e entra mais dentro do mundo misterioso dos tais anjos e sombras e tal.

”Ele está escondendo alguma coisa – algo perigoso. E se a versão passada de Daniel não for verdadeira? E se Luce realmente quis ficar com outra pessoa?”

A Luce desvenda os mistérios do anunciador e descobre algumas vidas passadas! Começa com ela indo pra Shoreline, um colégio de Nefflins (filhos de anjos caídos com humanos) e entra nesse mundo onde ela e o Daniel são conhecidos pela ”alma-gêmea” um amor! HAHAHA Bem, ela vê pouco o Daniel e menos anjos, faz amizade com dois e eles descobrem juntos como viajar pelos anunciadores e tal.

Já to lendo o Paixão, depois faço resenha! Bisous, Amanda Luz

Para Ler: Felicidade Clandestina de Clarisse Lispector

O livro une 25 contos, sobre família, adolescência, infância, o amor e questões da alma… Uma coisa que eu realmente gostei, foi o jeito em que a Clarisse Lispector (autora) escreve, é claro e sem esconder, ela escreve o que pensa do jeito que vê, é um livro muito bom para quem não gosta de histórias longas.
E, assim como o conto Felicidade Clandestinaque deu o título ao livro, muitos dos textos apresentam algo da vida dela. Sendo que além disso, ela também utiliza uma linguagem expressiva, carregadas de metáforas que não só embelezam o texto, como te fazem tentar entender do seu jeito o que elas significam no que você acaba se identificando!
Eu realmente amei o livro! Espero que vocês tenham se interessado e gostado! E vocês escolham logo quais livros vocês querem como resenha! Estou pronta pra ler! Beixos!

Para Ler: Músicas e Musas

resenha-musicas-e-musas

A música nasceu para transformar nossa rotina em arte. Não é atoa que as letras das canções que mais fizeram sucesso até hoje, falam daquele assunto que todo mundo se identifica: o amor. Por trás de cada verso, existe uma história real e muitos motivos para que aquele sentimento seja traduzido e devidamente registrado em palavras, para sorte de muitas gerações que se emocionaram, apaixonaram e dançaram ao som dos grandes clássicos. É justamente sobre isso que o livro Músicas & Musas de Frank Hopkinson e  Michael Heatley fala.

A obra da Editora Gutemberg conta a história das namoradas, esposas, rivais, groupies, celebridades e até mesmo das ilustres desconhecidas que inspiraram 50 das maiores canções pop. Quem é a Emily da música “See Emily Play” do Pink Floyd? E a Lola dos Kinks? O que aconteceu com Suzanne Verdal, inspiração de Leonard Cohen para a música “Suzanne”? Depois que John Lennon escreveu “Dear Prudence” em um ashram indiano, o que será que mudou na vida de Prudence, irmã de Mia Farrow? O que havia de tão especial em Pattie Boyd para ter inspirado músicas tanto de George Harrison quanto de Eric Clapton? E o que aconteceu com Hermione Farthingale, “a garota com os cabelos sem vida”, a ex-namorada que David Bowie cita em “Life on Mars?”.

Os autores explicam como essas mulheres inspiraram as canções que foram escritas sobre elas, seja por causa de um breve flerte em uma festa, uma visita lasciva à loja de discos local, seja simplesmente por causa de uma imagem de capa de revista.

Gosto muito de livros assim, sabe? Que contam histórias de amor mais reais. É legal e ao mesmo tempo triste, já que as protagonistas desses romances dos anos 70 e 80, em grande parte, morreram antes mesmo do final feliz. O estilo de vida que uma estrela do rock (e suas acompanhantes) tinha na época era bem intenso. Muita bebida e drogas pesadas. Uma rotina sem muitos limites.

Confesso que não conhecia muitas das canções, então ao ler cada capítulo, acabei baixando e ouvindo junto. Descobri que, graças ao tempo dentro do carro do meu pai na infância, muitas das canções já estavam no meu subconsciente.

A definição do livro é a seguinte:

Que as mulheres sempre inspiraram compositores, todo mundo sabe. Mas será que os fãs sabem quem são essas musas? Músicas & Musas conta a história das namoradas, esposas, rivais, groupies, celebridades e até mesmo das ilustres desconhecidas que inspiraram 50 das maiores canções pop. Quem é a Emily da música “See Emily Play” do Pink Floyd? E a Lola dos Kinks? O que aconteceu com Suzanne Verdal, inspiração de Leonard Cohen para a música “Suzanne”? Depois que John Lennon escreveu “Dear Prudence” em um ashram indiano, o que será que mudou na vida de Prudence, irmã de Mia Farrow? O que havia de tão especial em Pattie Boyd para ter inspirado músicas tanto de George Harrison quanto de Eric Clapton? E o que aconteceu com Hermione Farthingale, “a garota com os cabelos sem vida”, a ex-namorada que David Bowie cita em “Life on Mars?”. Os autores Michael Heatley e Frank Hopkinson explicam como essas mulheres inspiraram as canções que foram escritas sobre elas, seja por causa de um breve flerte em uma festa, uma visita lasciva à loja de discos local, seja simplesmente por causa de uma imagem de capa de revista. Os amantes da música vão encontrar aqui uma minibiografia de cada musa – algumas breves e tristes, outras mais longas e inspiradoras –, além de informações sobre os artistas e bandas, bem como curiosidades sobre a história das canções. Este é o livro perfeito para quem já se perguntou: “Quem é a garota dessa música?”.

musicas e musas 2

Como vocês podem ver, o livro é muito bonito e bem ilustrado. A capa é uma fotografia de Marianne Faithfull, a musa que inspirou a música “Carrie Anne”, da banda The Hollies ( “ You were always something special to me, quite independent, never caring…”). A cantora e também atriz britânica nasceu em 46 e já foi casada com Mick Jagger, que não por acaso, escreveu sua primeira grande música de sucesso e introduziu a jovem ao mundo artistico. Infelizmente, algum tempo depois, Marianne não aguentou a barra e acabou se tornando mais uma jovem viciada em drogas. Só na década seguinte, depois de perder a guarda do filho, voltou a gravar e fazer sucesso. Em uma entrevista recente chegou a dizer que sua vida e escolhas são um grande exemplo do que não se deve fazer. Faithfull se considera uma especie de antimodelo para os jovens de hoje.

Gostaram do livro? Ficaram curiosas para saber a história das outras músicas e musas? Caso não encontrem na livraria da cidade de vocês, no site da Saraiva ele custa R$34,90.

Top 5 – Autores Nacionais

Este é um post para os amantes de leitura. Muitos acham (eu, inclusive, achava) que os autores nacionais são ruins e chatos, eu provo para vocês o contrário! Eu gosto muito (de alguns) dos autores nacionais, mas eu separei os meu cinco preferidos, que escrevem de acordo com o que posto no blog! Eu sou muito fã de filosofia (podem me julgar) e leio muitos livros desse tipo, então seria chato se eu colocasse os meu preferidos no geral! Por isso, confere aí:

5- Babi Dewet

Fã de Kpop e seriados, a autora escreveu o seu primeiro livro, Sábado à Noite, inspirada na banda britânica McFly. Tudo mudou aos 17 anos quando a linda começou a escrever fanfictions e hoje, aos 26, ela está prestes a lançar Sábado à Noite 2 – Dos Bailes Para a Fama. Em sua conta no twitter, Babi sempre conta novidades sobre o livro. Vale a pena dar um follow!

4- Vinicius Campos

Apresentador, ator e escritor, Vinicius escreveu um romance leve e divertido chamado O Amor Nos Tempos do Blog. O livro já foi lançado e é um sucesso  aqui e também na Argentina. Está esperando o que pra ler?

3-  Fernanda França

Sabe aquelas autoras fofas e que até parece com a sua melhor amiga? Assim é a Fernanda! Se você ainda não conhece o trabalho da autora, está mais do que na hora de ler a divertida história contada em Malas, Memórias e Marshmallows.

2- Clara Averbuck

Eu amo as crônicas da Clara, elas são sinceras e sem aqueles tabus que escondem a verdade! Até hoje eu só li um dos livros dela, o ”Cidade no escuro” que é um livro de crônicas, recomendo bastante! A parte mais legal dos textos da Clara, é que você se identifica, nem que seja por aquele misero segundo, você se identifica!

1- Paula Pimenta

E em primeiro lugar… Claro que a linda da Paula Pimenta! A escritora mineira que é considerada por muita gente a nossa Meg Cabot. Geminiana e sonhadora, apaixonada por cinema e música, Paula é uma daquelas pessoas que você conhece (ou lê) e sente muita vontade de ser amiga.

 

E aí. O que acharam dos autores??? Louca para conhecer o trabalho de algum??? Comentem!

Para Ler: Fallen, de Lauren Kate

livro que dá inicio a uma série que contém cinco livros, que contam a história de Lucinda Price, ”Luce” que é enviada para um reformatório, após um incêndio que ocasionou a morte de seu amigo. No reformatório, ela conhece Daniel Grigori, um cara por quem tem sentimentos profundos e que descobre um segredo sobre ele e sobre suas próprias vidas passadas. Durante o livro é meio que uma escolha, entre Daniel, Penn e Ariane, sua grande paixão e suas duas melhores amigas ou ficar ao lado de Cam, de quem eles estavam tentando protegê-la, e amigos, Roland e Meggie. Há segredos, magia, e um pouquinho de spoiler: Anjos e demônios! Curtiu? Vale a pena!

Além dos outros livros que também são muuuito legais, assim que ler todos (só li o segundo até agora) conto tudinho para vocês!

Qual livro vocês querem resenha? ”O menino do pijama listrado”, ”Marley e eu” ou algum outro? Comentem!

Lea Michele vai lançar o livro: Brunnette Ambition!

Lea Michele vai lançar o livro: Brunnette Ambition!

Além de ótima atriz, cantora, Linda e claro, Phyna! Também vai lançar livro!

Lea Michele acaba de assinar um contrato com uma grande editora para publicar um livro, chamado Brunnette Ambition (traduzindo, “Ambição de uma morena”). Segundo Lea, não havia um livro que a ensinasse tudo o que ela precisava saber quando estava crescendo. Por isso ela quis escrever. Não para dizer como ter sucesso nessa indústria, mas para falar sobre tenacidade, paixão, entusiasmo e trabalho duro, virtudes que fazem os sonhos se realizarem. O livro dela será uma mistura de memórias, guia e dicas de estilo e deve ser lançado no início do ano que vem!

Além dessa grande notícia, também, Demi Lovato lançar um e-book, para aparelhos Apple!